PISCO ALTO DEL CARMEN- MUDE SUA PERSPECTIVA

Pisco, o destilado de uvas mais famoso do Chile e do Peru

E hoje para mudar um pouco de perspectiva, decidi falar sobre o Pisco, e em especial o Pisco Alto Del Carmen.

Um condor planando no céu é um símbolo da majestade, grandeza, liberdade, inspirando-o a pensar que sempre é possível voar mais alto. Fundada em 1990, com o objetivo de estar na vanguarda dos tempos e da indústria, na busca pela excelência na produção de uma bebida nobre. Por natureza, estão sempre um passo à frente, provando que o luxo pode ser bebido com gelo. A experiência vem com o tempo e somente aqueles que são pacientes conseguem alcançá-la. Envelhecida em barricas de carvalho americano, Alto del Carmen é a mistura precisa da arte com a inovação resulando em um produto perfeito. Um pisco superior deixa sua marca na boca. Suas medalhas são o legítimo reconhecimento dos seus admiradores, aqueles que entendem que a sua essência só pode brotar da água mais pura, no mais nobre e belo dos vales, sob o mais limpos dos céus. Alto del Carmen, um dos mais nobres destilados do mundo, convida você a voar alto.

O Pisco é produzido nos vales de Elqui e Limarí, no Chile, onde está a “La Ruta del Pisco”.

Elaboração e tipos de uvas

O Pisco é considerado uma bebida nacional do Chile, sendo produzido a 300 quilômetros ao norte de Santiago, nos vales de Elqui e Limarí, onde se pode percorrer a “La Ruta del Pisco” e conhecer as principais pisqueiras do país.

Para elaborar Pisco, a lei determina cinco variedades: Moscatel de Alexandria, Moscatel Rosada, Moscatel de Austria, Pedro Jiménez e Torontel. As castas Moscatel Rosada e de Alexandria têm maior potencial aromático, mas menor rendimento. Já a Pedro Jiménez e Moscatel de Áustria têm produção maior e uniforme, fazendo com que sejam as mais plantadas. Além dessas cinco uvas principais, é possível utilizar Moscatel de Frontignan, de Hamburgo, Negra e Amarela.

Classificação

O Pisco pode ser destilado duas ou três vezes, e depois armazenado em barricas de carvalho americano que dão um toque Premium, como Cognac, Whisky e Tequila. Por lei, todos os piscos devem ter repouso mínimo de 60 dias em tanques de aço inox ou de madeira. Já os envelhecidos devem ter, no mínimo, seis meses para poder usar na garrafa o termo “guarda”, e um ano para receber o nome de envelhecido.

O Chile ainda utiliza uma forma antiga de classificar seus piscos por teor de álcool. Dessa forma, temos o Pisco corrente ou tradicional com 30º; o Pisco Especial com 35º; o Pisco Reservado com 40º; e o Gran Pisco com 43º. Apesar de ser uma medida corrente para os chilenos, que já estão acostumados, isso pode induzir o consumidor a comprar sempre os piscos de menor teor alcoólico por acharem que os demais seriam mais agressivos no paladar.

MÚSICA / ARTE / DANÇA / MODA

O Pisco é uma bebida que permite a criação de vários drinques, mas, o mais clássico e emblemático é o Pisco Sour (com sumo de limão, pimenta e clara de ovo). Ainda assim, no Chile, há um grande consumo de Piscola, mistura de pisco com refrigerante à base de cola.

Receita de Pisco Sour – Drink Peruano

Ingredientes:

– 200 ml de Pisco;
– Suco de três limões;
– Açúcar a gosto;
– 1/2 bandeja de gelo em cubos;
– 1 clara de ovo
;
– Pimenta.

Modo de Preparo:

Bata o Pisco junto com os limões, pode colocar menos suco de limão se achar muito forte.
Coloque o açúcar a gosto e os cubos de gelo, bata bem.
Por último coloque a clara de ovo que faz com que o Pisco fique espumante e mais saboroso.
– Por fim, outro diferencial dessa receita são as gotas de pimenta decorando e trazendo um sabor a mais.

Por Daiana Teixeira Maia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?