Vinho, Esporte e Saúde!

Será que um atleta precisa abdicar do vinho quando bate àquela vontade de abrir uma garrafa?
E como que um vinho pode impactar na vida de um esportista?
Entenda um pouco mais sobre como o vinho influencia na performance de uma pessoa e se a bebida realmente pode está presente diariamente na rotina de um atleta.
Ficou curioso?
Nessa matéria, nossa fundadora Daiana Teixeira Maia que já foi triatleta e hoje treina para a sua primeira maratona descreve para você como é o consumo do vinho na rotina dela. 👨‍👩‍👦🐶🍷🥂🏃🏼‍♀️🧘🏼‍♀️🎯🥰

Eu sou uma amante do vinho, apaixonada por esportes e tenho uma rotina de mãe homeschooler,  trabalho oito horas por dia, empreendo e sim, tomo minha tacinha de vinho frequentemente para apreciar e relaxar, pois considero o vinho um alimento saudável, se consumido da forma certa, pois tudo que é exagerado, até mesmo a água, faz mal. E além de apreciar essa bebida dos deuses quase todos os dias, eu me beneficio com suas propriedades antioxidantes e probióticas.

E mesmo com uma dieta focada eu consumo o vinho de forma moderada e só evito consumir alguns dias antes de provas mais pesadas. E como já escrevi numa matéria anterior sobre os benefícios do vinho, sabemos que o consumo regular do vinho é benéfico para a saúde, entre uma a duas taças por dia. Então o único momento que o vinho sai da “jogada” é nesse período anterior a provas que vão exigir mais do meu corpo.

E como muitas pessoas que acompanham minhas provas me perguntam sobre o consumo, pois mostro no meu dia a dia os vinhos que degusto nas redes sociais, eu respondo que acaba sendo uma recompensa do meu trabalho e daquele dia que passou, tanto é que quando chega à noite, uma das coisas mais prazerosas é escolher um vinho na adega e abrir uma garrafa para degustar aquela tacinha com o meu marido para relaxar e deixar a noite mais leve e é muito gostoso. Uma recompensa mesmo, da rotina diária do trabalho, da casa e da educação do meu filho. Ou seja, eu harmonizo o vinho com aquele momento gostoso.

Então, sempre que vou ao meu nutricionista, ou ao meu metabolista, eu sempre peço para incluírem o consumo de, pelo menos, uma taça de vinho por dia. O que nunca atrapalhou os meus treinos e minha rotina de vida saudável. Muito pelo contrário 😃🍷😍

A minha conclusão em relação a  influência no dia a dia dos esportistas  em consumir vinho só vai atrapalhar a rotina de treinos se não tiver a moderação e o equilíbrio. É um termo batido, porém importante, e fazendo um comparativo à atividade física, a gente pensa muito na longevidade, até onde a gente quer chegar. Então a gente pensa, será que vale a pena queimar a largada? Será que vale a pena se inscrever numa maratona, se machucar e ficar ausente e abandonar os treinos? Eu faço esse comparativo, para mostrar que o esporte nos ensina muito, seja para o trabalho, seja pra vida, ele tem uma conexão muito forte com o que a gente passa no dia a dia. E se a gente for pensar, a questão da moderação, o consumo de até mais ou menos uma taça é benéfico, tanto é que só tiro o vinho da minha dieta alguns dias antes das provas, e quando a gente excede o corpo fica um pouco mais carregado, pois quando a gente abusa, o fígado sobrecarrega e quando a gente faz uma atividade física, é ele que precisa trabalhar muito para processar energia (carboidrato, gordura). Então é só esperar aqueles episódios de festas que você não consegue dizer não de jeito nenhum, só aí você tem que priorizar. Aquela prova que você tinha que era muito importante deixa de ser uma prova A e passa a ser uma prova, talvez de categoria B ou C. Então tudo na vida é equilíbrio, em alguns momentos, a gente vai ter que ceder e flexibilizar e tirar um pouco da expectativa em relação a alguns desafios nossos até para curtir o restante, a vida social, o trabalho, os amigos, um happy hour. A gente não pode deixar se bitolar só na atividade física também. No caso eu já tive alguns casamentos muito bons, aqueles casamentos imperdíveis, aquela festa imperdível que você não tem como negar e tem aquela prova de 15 km no dia seguinte e aí você fala, tudo bem, respira fundo, não vamos fazer loucura, tenho um limite, vou me hidratar, tomar bastante água que é importante. E claro, você soma tudo né, menos horas de sono, um pouco mais de sobrecarga no fígado por conta do álcool. Aí você tem que dosar, maneirar, equilibrar e no dia seguinte já hidrata bastante. É muito importante conhecer o seu corpo e o equilíbrio não só no consumo, mas o equilíbrio nas suas decisões para você conseguir manter tudo operando. Se não um lado da vida fica mais sobrecarregado do que o outro e aí a longevidade fica comprometida.

Então como a gente fala, vinho é saúde, seja saúde física ou psicológica. Eu imagino que para uma prova, além da bebida alcoólica, você tem que pesar gordura, carboidrato, horas de sono, você tem que tá bem psicologicamente. Com certeza, se você tem que fazer uma prova num dia que você tá super feliz e tal, o seu desempenho é um, agora se é um dia que você está um pouco mais triste ou passou por algum problema, o seu desempenho é totalmente diferente e o legal é conseguir combinar todos esses elementos na nossa vida. Então, faça a sua corrida de manhã, pois isso vai te estimular a ficar mais feliz, mais pra cima ou então coma um tipo de comida ou sem exagero tome a sua tacinha de vinho. Tudo isso vai ajudar com que você psicologicamente e fisiologicamente fique bem, fique bem com você mesmo que é o que todos quer no fim das contas.

E o que todo mundo fala é que o culpado não é o vinho, e sim o restante que você faz, como não ter treinado, está acima do peso, comer em excesso, então o vinho não é o vilão, o vinho é a solução na verdade, a solução pra te ajudar a descomprimir um pouquinho e passar bem os dias.

E tocar nesse assunto é importante também, pois estamos vivendo um momento onde as pessoas estão mais ansiosas e procuram relaxar na bebida alcoólica e na comida e esquecem do esporte, de treinar em casa, de meditar, fazer algum outro tipo de exercício.

As pessoas ficam assim, amanhã eu treino, e hoje tem tantas opções de fazer treino em casa, então pega um e experimenta, e se você é uma pessoa mais sedentária só não vá exagerar e comece aos poucos, conforme você consegue e de preferência com uma orientação. Porque a primeira vez é o que você precisa, você faz o primeiro exercício, você já sente que está melhor e a sensação de bem estar é incrível, é muito boa. E com o vinho, é a mesma coisa, só que as pessoas acabam correndo para solucionar um problema com uma bebida alcoólica e deixam de apreciar aquele momento de apreciar uma garrafa de vinho, de apreciar o que o vinho vem te trazer e o momento que o vinho vai te proporcionar. Então tudo na vida é equilíbrio, eu acho muito importante neste momento as pessoas buscarem um equilíbrio mental, de fazer um treino, se não der para ir para a rua correr, tudo bem, faz em casa um treino legal, faz um abdominal, faz alguma coisa bacana, empurra o sofá. Sempre tem um jeitinho e no final do dia curte o seu vinho que é sempre bem vindo.

Então o meu recado é esse: equilíbrio em tudo, manter as atividades organizadas e que tudo em excesso faz mal, até água e frutas. Treino em excesso também vai fazer mal. Então o importante é achar o equilíbrio entre tudo que faz a gente se sentir bem.
Manter o nível de atividade regular, manter rotina e bons hábitos de sono e alimentação e claro, o de uma tacinha por dia!! Pois não adianta nada só fazer exercício, ou só fazer uma dieta se a gente não estiver dormindo bem e não estiver bem consigo mesma 😉 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?